Novo Dacia Spring: O pequeno elétrico ganha nova vida
Novo Dacia Duster – Primeiro ensaio

Dacia Duster: Fomos conhecer a terceira geração

By on 19 Abril, 2024

O Dacia Duster é já uma referência da marca romena, pertencente ao Grupo Renault. 13 anos após o seu lançamento, chega a terceira geração, numa mudança radical. Fomos conhecer a nova proposta ao sul de Espanha.

40 prémios, de 2,4 milhões de unidades produzidas e continua a aumentar, o SUV mais vendido da Europa, em 2022, em todos os segmentos do mercado de particulares. Cerca de 1.000 SUV Duster saem das linhas de produção da fábrica da Dacia, em Pitesti, na Roménia. Cerca de um por minuto, todos os dias. Estes números dizem muito da importância do Duster para a Dacia e para o grupo Renault.

Uma história de sucesso

O Duster, o primeiro SUV da marca, depois da aquisição pela Renault, terá sido o primeiro verdadeiro sucesso da Dacia, apesar dos números muito interessantes do Logan e do Sandero. Mas se estes últimos eram apenas carros baratos, o Duster começou a elevar-se acima desse rótulo. Foi o seu preço que lhe permitiu conquistar muito mercado, mas as suas formas começaram a ser cada vez mais apreciadas, tornando-se icónicas.

A segunda geração apostou em linhas muito semelhantes, com um toque de modernidade. O incremento na qualidade global do produto ajudou, o que começou a ser notado na globalidade da marca. O sucesso desta segunda geração foi igual ou superior ao da primeira, com o Duster a solidificar ainda mais a sua posição.

A terceira geração é um ato mais arriscado, mas necessário por parte da Dacia. O Duster precisava de linhas mais modernas, mais arrojadas e algo distintas das duas primeiras gerações. O novo Duster é um corte radical com o design que fez sucesso, mantendo sempre a filosofia Dacia, com o aspeto prático e a relação qualidade / preço no topo das prioridades. O resultado? Um novo Duster bem mais interessante.

O que temos de novo?

Por fora, o Duster deu um salto qualitativo enorme. As linhas da nova proposta são agradáveis e modernas. Criam a sensação de robustez, num veículo que apetece levar para a aventura. O design do Novo Duster tem agora um espírito mais aventureiro com uma abordagem mais sustentável.

A sustentabilidade é um tema cada vez mais forte no grupo Renault Dacia e o Duster, tornou-se mais amigo do ambiente. Recursos como proteções inferiores sem tinta minimizam danos externos e impactos ambientais. Além disso, temos o uso do material Starkle, desenvolvido em parceria com a LyondellBasell. Composto por até 20% de material reciclado, confere durabilidade e reduz o impacto ambiental.

Este material apresenta uma aparência malhada distintiva, eliminando a necessidade de pintura adicional. Contém até 20% de polipropileno reutilizado e totalmente sem pintura. O que significa que a pegada de carbono do seu processo de produção é menor.

As proteções laterais da parte inferior da carroçaria, as proteções das cavas das rodas, as marcas de identificação, os guarda-lamas, os triângulos no para-choques dianteiro e a proteção da zona traseira são fabricados em Starkle. Visualmente o material resulta bem. E este material mostra que o Duster foi pensado para usos mais atrevidos.

Um interior completamente novo

O interior do Novo Duster foi também completamente renovado. Aqui há um primeiro “conflito”. O exterior do carro dá-nos a sensação que o Duster passou para uma gama superior. Mas o interior mostra-nos de forma clara que a filosofia Dacia de relação custo / preço se mantém. Há muito plástico à vista, o aspeto e o toque não são uma experiência digna de nota, como se poderia esperar.

Apresenta um interior coeso e funcional, destacando-se pelo tablier alto, vertical e espaçoso, juntamente com uma faixa larga. O interior é focado no essencial, com ênfase na ergonomia. O ecrã central de 10,1 polegadas é posicionado no campo de visão do condutor. O volante apresenta superfícies planas tanto na parte superior quanto na inferior, proporcionando um manuseio confortável.

Não sabemos se preferimos o interior desta geração ou da anterior. Por algum motivo, a sensação “plastificada” era menor nas linhas da geração anterior. No entanto, ganhou-se a possibilidade de ter um painel digital e um ecrã de infotainment de 10.1 polegadas, claros upgrades face ao passado.

A nova assinatura em forma de Y conecta o interior e o exterior do veículo. Temos elementos como as saídas de ar e os apoios de braços das portas no interior, e faróis, luzes traseiras e jantes em forma de Y no exterior. Este pormenor acaba por se destacar e tornar as linhas interessantes.

Opções de motorização

O Novo Duster oferece três opções de grupo motopropulsor:

  1. Duster HYBRID 140: Combina um motor a gasolina de 1,6 litros e 94 cv com dois motores elétricos e uma caixa de velocidades automática elétrica, proporcionando até 80% de condução em modo totalmente elétrico em ambiente urbano e reduzindo os consumos em até 40% em ciclo urbano.
  2. Duster TCe 130: Utiliza um motor a gasolina de 1,2 litros turbo de nova geração em conjunto com uma solução híbrida ligeira de 48V, proporcionando uma redução de até 10% no consumo médio e nas emissões de CO₂ em comparação com o modelo TCe 130 anterior, além de uma condução mais reativa e suave.
  3. Duster ECO-G 100: Equipado com tecnologia de combustível duplo (gasolina e GPL), oferece menor emissão de CO₂ em comparação com um motor a gasolina similar e uma autonomia de até 1.400 km com os seus dois depósitos de 100 litros.

Essas opções oferecem variedade de escolha aos clientes, com foco em eficiência energética e redução de emissões.

Gama simplificada

Duster Essential: Media Control, barras de tejadilho fixas, 6 airbags, sistema de estacionamento traseiro e muito mais.

Duster Expression: o mesmo que o Essential + jantes de liga leve de 17 polegadas, painel de instrumentos digital de 7 polegadas, ecrã tátil central de 10,1 polegadas com sistema de infoentretenimento Media Display e replicação sem fios Apple CarPlay™/Android Auto™, câmara de marcha-atrás e muito mais.

Duster Extreme: o mesmo que o Expression + barras de tejadilho modulares, estofos TEP MicroCloud laváveis, tapetes de borracha no habitáculo e na bagageira, ar condicionado automático, sistema YouClip 3 em 1, aplicações decorativas em castanho-cobre no interior e no exterior, e muito mais.

Duster Journey: o mesmo que o Expression + Jantes de liga leve de 18 polegadas, faróis de nevoeiro, ar condicionado automático, cartão de acesso mãos-livres, travão de estacionamento elétrico carregador de smartphone sem fios, sistema de infoentretenimento Media Nav Live com navegação conectada, sistema de som Arkamys 3D com 6 colunas e muito mais.

Veredito

O Duster tem agora mais argumentos de peso. Iremos em breve revelar o que sentimos ao volante do novo Duster, mas o primeiro contacto leva nota muito positiva. Visualmente, o novo Duster é uma opção muito mais apelativa. Esta nova filosofia resultou muito bem por fora. Por dentro, o interior acaba por não ser tão agradável quanto o exterior, mas todo o conjunto parece robusto para aguentar os desafios do dia a dia, mesmo para os mais aventureiros. É também prático e o conforto, apesar de não ser uma referência, é o suficiente para o uso diário.

O equipamento é agora ainda mais generoso, com mais tecnologia, mais ajudas à condução e agora a versão híbrida abre mais horizontes. A versão TCe130 é eletrificada com um sistema mild Hybrid que permite poupança de combustível a rondar os 10%. A versão GPL permite 40% dos custos no combustível e a versão Full Hybrid permite até 80% de condução elétrica. A economia acontece não só na aquisição mas também na utilização. É um Duster também mais amigo do ambiente, quer pela redução nas emissões, quer pelos 20% de plásticos recicláveis usados.

No geral, o Duster recebe nota muito positiva. Pelo design, pela relação qualidade / preço, pelo equipamento. Há pormenores que começamos a olhar de outra forma, com a exigência a aumentar (o que é bom sinal), mas nunca podemos esquecer o equilíbrio entre o preço do Duster e o que ele nos dá. E neste momento continua a ser uma proposta fortíssima neste capítulo. Não admira o interesse que tem provocado e este Duster promete seriamente tornar-se o melhor amigo dos mais aventureiros.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)