Porsche quer manter V8 até depois de 2023
Porsche termina produção do Boxster e Cayman

Porsche regista mais de 145 mil unidades matriculadas na primeira metade do ano

By on 15 Julho, 2022

Apesar das dificuldades que ainda se registam no mundo automóvel, a Porsche é uma das marcas que continua em bom ritmo, mesmo com uma descida face ao primeiro semestre de 2021.

Nos números de vendas revelados pela Porsche para os primeiros seis meses deste ano, a marca registou uma descida de cinco por cento face aos valores registados no mesmo período de tempo no ano passado. Ainda assim, isso representa um total de vendas de 145.860 automóveis, um número considerável, tendo em conta as dificuldades que se registaram devido à pandemia e também algumas dificuldades logísticas.

Só no mercado europeu, o número de vendas da marca subiu para os 43.087 automóveis, uma de sete por cento. E apenas na Alemanha, foram registados 13.785 novos modelos da Porsche, o que também se traduz numa subida de cinco por cento.

O mercado chinês também foi um dos que teve diversas dificuldades logísticas, com uma grande dificuldade de entregar carros novos a clientes em tempos de pandemia. Ainda assim, neste país, foram entregues 40.681 automóveis, apesar de este valor ficar 16 por cento abaixo do registado no ano passado.

O total de vendas na região da Ásia-Pacífico, África e Médio-Oriente foi de 62.245 unidades, enquanto nos Estados Unidos foram entregues aos clientes 32.529 novos modelos da marca, mesmo com dificuldades nas entregas e no transporte dos mesmos, incluindo um caso que deixou diversos modelos da marca no fundo do oceano.

O modelo da marca mais vendido continua a ser o Cayenne, cin 41.947 unidades, seguido do Macan, com 38.039. O icónico Porsche 911 registou 21.616 vendas em todo o mundo e o Taycan, o primeiro automóvel elétrico da Porsche, somou um total de 18.877 unidades entregues a novos clientes.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)