Citroën C3 Aircross reinventado: Conheça os preços
Citroën C3: A nova era, focada na eletrificação

Mudanças de liderança na Citroën e DS

By on 30 Julho, 2023

As marcas francesas da Stellantis, Citroën e DS estão a passar por mudanças significativas nas suas lideranças. O chefe de marketing, Olivier François assumiu o cargo de CEO da DS, enquanto o chefe de vendas Thierry Koskas assumiu o cargo de CEO da Citroën. Estas mudanças são um sinal de que a Stellantis, a empresa-mãe das duas marcas, está comprometida em melhorar seu desempenho.

François e Koskas são dois veteranos da indústria automóvel, com mais de 20 anos de experiência, que já ocuparam cargos de liderança nas marcas Citroën, Peugeot e Fiat e Renault e Nissan, respetivamente.

Ambos são reconhecidos pela sua experiência e liderança e Carlos Tavares acredita que poderão melhorar o desempenho das duas marcas.

A Citroen perdeu vendas e quota de mercado nos últimos anos, o que Koskas atribuiu em parte a problemas de logística. No primeiro semestre, as vendas na Europa desceram 1%, para 189.577 unidades, num mercado que registou um crescimento global de 18%, de acordo com os dados da Dataforce.

A ambição original da DS de vender centenas de milhares de carros por ano dependia do mercado chinês, mas uma joint venture com a Chongqing Changan Automotive não correu bem.

Nos últimos anos, as vendas têm oscilado em torno da marca de 50.000. Durante o primeiro semestre deste ano, as vendas da DS na Europa aumentaram 11% para 26.982, em comparação com 24.163 em 2022, de acordo com os mesmos dados da Dataforce.

Carlos Tavares e os executivos da DS dizem que estão empenhados em construir a DS a longo prazo, argumentando que uma marca premium precisa de uma base sólida no serviço ao cliente e de uma elevada perceção de qualidade. E isso leva tempo…

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)