Mercado automóvel ainda não regressou aos níveis pré-Pandemia
Carros usados: 39,3% de todos os veículos usados verificados com registo de danos – BMW no topo da lista

Mercado de carros usados: procura aumenta nos mais caros

By on 15 Fevereiro, 2024

O mês de janeiro terminou com um aumento da oferta de usados (+12%), o que ajudou bastante a reforçar a recuperação observada no mercado automóvel. Paralelamente, verifica-se uma diminuição da importação de carros, menos 5,4% face ao período homólogo de 2023, e isto é uma consequência da crescente oferta de carros presentes no mercado nacional.

O ano de 2024 começou com a oferta acima de janeiro de 2023 (+12%), no entanto a procura diminuiu 6% em relação ao período homólogo, o que levou a uma dinâmica de mercado negativa no mês de janeiro (-18%) face ao mesmo período de 2023, uma vez que a oferta mantém-se acima da procura.

A oferta sobe, sobretudo, em carros acima dos 30.000€ (+24%), mas também entre 15.000 a 30.000 (+10%) e abaixo de 15.000€ (+6%). Já a procura sobe apenas nos carros com valores acima dos 30.000€ (+9%) e entre 15.000 a 30.000 (+7%).

A transferência de propriedade de ligeiros de passageiros teve um decréscimo de -5% em dezembro de 2023, face ao mês homólogo de 2022. Regista ainda um decréscimo de -16% em comparação com dezembro de 2019. Com os dados anuais completos, verifica-se que dezembro de 2023 foi o pior mês face ao mesmo período nos últimos 5 anos.

No que diz respeito aos veículos importados (ligeiros de passageiros), existe um decréscimo em janeiro face ao mesmo mês de 2023 (-5,4%), após observar-se uma tendência de estabilização ao longo de 2023.

Por outro lado, em comparativamente com o mês de janeiro de 2019 verifica-se um crescimento de +26,6%.

O preço médio praticado pelos vendedores profissionais, que vinha a subir progressivamente, sobretudo desde maio/junho de 2023, apresenta uma ligeira diminuição, alcançando os 24.250€.

Esta diminuição representa, ainda assim, um aumento de cerca de +3,2% do preço face a janeiro de 2023, quando o valor médio se fixava em 23.500€.

Apesar do aumento do preço médio pela maior oferta de carros mais caros, os preços individuais têm vindo a estabilizar nos meses anteriores, como se verifica nos modelos mais representativos no Standvirtual, com 50 mil quilómetros e a diesel, como o Renault Megane Sport Tourer (21.200€), o Renault Clio (17.300€), o Nissan Qashqai (22.200€), e o Mercedes-Benz A180 (29.300€).

De acordo com os dados fornecidos pela BCA, relativos aos leilões, os preços mantêm-se estáveis no retalho em janeiro, face ao mês anterior. Contudo, diminuem ligeiramente no comércio em relação a dezembro de 2023. Segundo dados da ACAP, em janeiro verifica-se um aumento de +7,9% no total do mercado automóvel (novos) face ao mesmo mês de 2023. As energias alternativas (veículos eletrificados e híbridos GPL) representaram cerca de 53% do mercado total de ligeiros em janeiro de 2024 e 48% em janeiro de 2023.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)