Opel Frontera apresentado aos media
Opel: 125 anos de produção em Rüsselsheim

Frontera: Já há preços para a nova proposta da Opel

By on 6 Julho, 2024

A Opel abriu encomendas para o novo SUV compacto Frontera, disponível nas versões Frontera Electric (100% elétrico) a partir de 29.990 euros e Frontera Hybrid (tecnologia de 48V) a partir de 24.990 euros.

O Opel Frontera foi, durante muito tempo, sinónimo de liberdade, de aventura. Desde 1991 que o Frontera entrou no mundo dos condutores que gostam de caminhos mais acidentados, tornando-se no primeiro SUV da Opel. O novo Frontera abandona essa filosofia e entra no mundo dos SUV Compactos. O novo Frontera não será o seu melhor amigo num dia de aventura por caminhos difíceis, tornando-se numa boa opção para um passeio em família. O mundo mudou e o Frontera também.

O Frontera Electric tem uma autonomia de 305 km e carrega de 20 a 80% em 26 minutos, enquanto o Hybrid oferece opções de 100 cv e 136 cv. O interior é espaçoso e prático, com capacidades de carga entre 460 e 1.600 litros e diversas tecnologias de conectividade. A Opel prepara uma versão de sete lugares para o futuro, visando maior flexibilidade e atração para novos clientes.

Novo design, com a assinatura Opel mais vincada

O design do novo Opel Frontera destaca-se com o novo emblema Opel Blitz no centro do Opel Vizor. Se reparar com algum cuidado, vai notar semelhanças com outras propostas do grupo Stellantis. Mas nada que estrague o visual exterior bem conseguido. No interior, um cockpit com volante de novo design e dois ecrãs panorâmicos de 10 polegadas com tecnologia na ponta dos dedos. Se optar por não ter o sistema de infotainment, pode usar o seu telemóvel para controlar as funções e o entretenimento no Frontera. Uma opção que ganha força e que faz sentido para quem quiser poupar, uma vez que usamos muitas app do telemóvel no uso diário do carro. A estação para smartphones permite fixar o seu smartphone em posição de destaque.

Com foco em viagens, o Frontera oferece novos bancos Intelli-Seats para o condutor e passageiro da frente em algumas variantes. A bagageira comporta mais de 450 litros, expandindo para 1.600 litros com os bancos rebatidos. O modelo pode incluir barras de tejadilho opcionais e, em determinados mercados, uma tenda de tejadilho com escada, suportando até 240 kg de carga estática.

Opções disponíveis

As versões de equipamento, Frontera Edition e Frontera GS, são distintas: a Edition inclui um infotainment com tela tátil de 10 polegadas e navegação, enquanto a GS adiciona uma câmara de visão traseira. Ambas as versões permitem personalizações adicionais com pacotes opcionais. A paleta de cores inclui seis opções, complementadas por tejadilho branco ou preto, dependendo da versão escolhida.

O novo Opel Frontera estará disponível em três opções de motorização no seu lançamento: Hybrid 48V com 100 cv e 136 cv, e BEV com 83 kW (113 cv) e uma bateria de 44 kWh. A primeira disponibilidade no mercado nacional incluirá as versões mais potentes do híbrido e do elétrico em outubro de 2024, seguidas pelo híbrido menos potente em fevereiro de 2025 e pela versão BEV de maior autonomia em junho de 2025. A versão de 7 lugares estará disponível a partir de fevereiro de 2025 na variante Hybrid 48V.

Equipamento

Em termos de equipamento, o Frontera de entrada inclui jantes em aço de 16″, faróis full-LED, e tejadilho na cor da carroçaria. O interior apresenta estofos em tecido, painel digital de 10″, vidros elétricos, suporte para smartphone, bancos traseiros rebatíveis, volante multifuncional, travão de mão elétrico, e sistemas avançados de assistência ao condutor. Nesta versão não há rádio, a climatização é manual, há controlo automático dos faróis, e os habituais sistemas de ajuda à condução

O Frontera GS adiciona jantes em liga leve de 17″, vidros traseiros escurecidos, retrovisores externos elétricos e aquecidos, faróis traseiros em LED, estofos “Intelli-Seat” em tecido, climatização eletrónica, sistema de áudio multimédia com navegação, carregador wireless, e um completo sistema de assistência à condução Plus (ADAS).

Ambas as versões podem ser personalizadas com pacotes opcionais designados de tecnologia, conforto e Style para o Frontera Edition, e pacotes específicos para sete lugares e conforto para o Frontera GS. A Opel está também a simplificar o processo de compra com uma experiência digital otimizada, permitindo aos clientes adquirirem o Frontera e outros modelos completamente online.

O novo Frontera posiciona-se entre o Mokka e o novo Grandland, com o atual Grandland e o Crossland a saírem de cena de forma gradual.

Primeiro contacto

O Automais esteve em Madrid para um primeiro contacto com o Novo Frontera. Visualmente, o carro é apelativo, mas notam-se claramente as influências de outros modelos do grupo Stellantis. No entanto, desde que a Opel adotou esta nova identidade visual que tem apresentando produtos muito interessantes do ponto de vista estético. Sendo um SUV compacto pensado para a família, tem de ter espaço, ser confortável e prático. E vimos isso, com bancos muito confortáveis, com uma boa dose de espaço e com soluções práticas para o dia a dia.

A questão dos sete lugares é algo que deve ser tida em conta. Uma solução que pode agradar a famílias mais numerosas, no entanto, o espaço nos bancos traseiros (que são removíveis) não abunda. Mas a versatilidade que esta solução promove é sempre bem-vinda.

No geral, é um produto interessante, em que nos parece que a versão de entrada oferece pouco, com algumas soluções pensadas para a poupança, o que, no entanto, permite um preço de entrada competitivo. Um compromisso que poderá ser interessante para alguns.

Algumas notas importantes: o Frontera de sete lugares deverá chegar apenas no próximo ano e estará apenas disponível nas versões hibridas, com o elétrico a não receber esta opção. A versão GS acresce 3500€ da versão Frontera. Quanto às motorizações, a versão híbrida de 136 CV acresce 1500€ da versão de 100 CV. A opção de sete lugares irá exigir mais 800 € aos interessados.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)