Porsche 911: Versão híbrida impressionou no Nordschleife
Novo Porsche Cayenne GTS: Performance aliada ao sentido prático

António Félix da Costa junta-se a alguns dos modelos mais históricos da Porsche

By on 24 Outubro, 2022

O novo piloto da Porsche, António Félix da Costa, esteve presente em Estugarda, no Museu da Porsche e também aproveitou para visitar as linhas de montagem de modelos como o Taycan ou o 911.

António Félix da Costa é um dos pilotos nacionais de topo e uma das novas aquisições da Porsche para o campeonato de Fórmula E, estando a cumprir um verdadeiro sonho. Há pouco tempo, teve a oportunidade de viajar até Estugarda e de passar um dia no mundo da Porsche, primeiro com a visita à fábrica e às linhas de montagem do 911 e do Taycan, e depois, com uma visita ao museu da marca, onde foi mesmo possível conduzir um 911 Carrera Clubsport de 1985.

Para o seu dia-a-dia, António Félix da Costa conta com um Porsche Taycan para as suas deslocações, sendo que a caminho da fábrica, contou-nos alguns detalhes sobre uma viagem recente com mais de 700 quilómetros com este modelo. “Sempre soube que os veículos elétricos são o futuro, mas esta viagem convenceu-me totalmente”, disse o piloto português. “É ótimo que a Porsche esteja a construir este tipo de veículos. O Taycan combina performance e eficiência num belo design. E tem todo o ADN da Porsche”.

Isto deixou Félix da Costa ainda mais curioso para conhecer o processo de produção do Taycan. “Fiquei verdadeiramente impressionado pelo profissionalismo e adoro todos os que lá trabalham”, disse o piloto. “É o reflexo puro da marca Porsche”. Na fábrica do 911 considerou um feito notável que tanto os modelos de estrada como de competição sejam produzidos no mesmo local. “A estreita ligação entre a produção em série e a produção para o desporto motorizado é, definitivamente, um dos segredos do sucesso da Porsche”.

Esta visita a Estugarda foi uma grande oportunidade para “conhecer as raízes da marca e aprender mais sobre a Porsche”. Dar um pequeno passeio num Porsche Carrera Clubsport de 1985 do Porsche Museum também deixou a sua impressão. Foi uma viagem pela história do construtor de veículos desportivos, a começar pelo veículo elétrico Egger-Lohner C.2 Phaeton, a construção mais antiga existente onde trabalhou Ferdinand Porsche. Félix da Costa prestou especial atenção aos veículos de Le Mans, desde os primeiros modelos até ao 919 Hybrid, com os quais partilhou a pista, “mas numa classe diferente”, disse o português com um sorriso no rosto. Durante a visita, ficou fascinado com “todos os impressionantes e incríveis veículos de competição. Todos eles deixaram a sua marca no nosso desporto. Uma herança incrível”, afirmou Félix da Costa, claramente impressionado.

No final deste passeio pelo passado, o campeão de Fórmula E em 2019/2020 antecipou a próxima temporada. O português está a trabalhar intensamente com a equipa no desenvolvimento do novo Porsche 99X Electric Gen3, a preparar a temporada 9 do ABB FIA Formula E World Championship. A primeira corrida com a Porsche será no Mexico City E-Prix no dia 14 de janeiro de 2023. “Mal posso esperar”, referiu Félix da Costa. “A equipa está a trabalhar arduamente para garantir que temos um bom início na nova temporada”.

Sempre quis correr por esta marca e fazer parte da história da Porsche”, comentou Félix da Costa, sendo que “o desejo é ainda maior depois do dia de hoje”.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)