Audi: Q4 35 e-tron a partir de julho. Preços começam nos 52.180 €
Audi: A4 passa a ser designado A5. Saiba porquê

Audi vai ter novos modelos na família e-tron, mas diferentes do habitual

By on 2 Agosto, 2022

Com o objetivo de reutilizar as baterias dos automóveis elétricos, a Audi está a trabalhar em conjunto com a start-up Nunam, eletrificando riquexós na Índia.

Fundada pela Audi Environmental Foundation, a start-up Nunam continua a desenvolver um projeto que tem o objetivo de testar a viabilidade dos módulos de bateria já usados, como uma solução de segunda vida para estes componentes. Neste caso, estarão destinados a alimentar veículos de tamanho mais reduzido, como riquexós.

Além de ser uma nova alternativa para utilização de baterias em fim de vida, ou seja, que já não têm o desempenho suficiente para um sistema de um automóvel, mas que podem ser utilizadas para diversas outras coisas, este projeto tem também o objetivo de reforçar as oportunidades de emprego para as mulheres na Índia, em particular, uma vez que estes riquexós de motor elétrico vão começar por lhes ser fornecidos para que possam transportar as mercadorias que produzem. E como outra das principais vantagens está também o facto de ser fornecido um meio de transporte sem emissões poluentes para um mercado que usa essencialmente soluções que ainda não contam com o melhor desempenho nesta área.

Os três protótipos criados pela Nunam, uma start-up financiada pela Audi Environmental Foundation, foram desenvolvidos e construídos pela equipa de formação na fábrica da Audi em Neckarsulm e deverão chegar à Índia no início do próximo ano. Não falta uma decoração mais sofisticada, nem um sistema de iluminação em LED, para que estes veículos possam ser usados com o máximo de segurança e explorar até onde os módulos de bateria dos sistemas e-tron conseguem sobreviver.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)